Posts Marcados Cultura Urbana

Qumran – O Livro de Gênesis

Bom galera, como havia dito, estou escrevendo um livro. Nunca escrevi um antes, e acaba se tornando um mistério para eu saber se está sendo bem escrito ou não. Opinião de amigos sempre tem um “quê” de puxa saquismo. Mas vocês, como bom leitores que são, adoram criticar, principalmente quando eu falo mal de religião, e eu gosto disso.

E adivinhem sobre o que o livro trata? Acertou quem disse Religião. Mas não pense que estou falando mal, muito menos bem, ou coisa do tipo. Pretendo “refazer a história” de um modo fantástico, envolvendo magia e características medievais, da época do surgimento do Protestantismo, época turbulenta na Europa. Mesmo que eu declare sempre que não gosto de religião, gosto do lado mítico dela. Sou fã de Mitologia Grega, da Nórdica, Egípcia e inclusive a Cristã.

Acabo atualizando pouco o blog por estar escrevendo esse livro, então pensei: “Por que não postar partes do livro no blog, sem revelar muito o enredo, e gerar posts com conteúdos ao tempo que faço uma propaganda do meu trabalho?”

Eis o resultado:

Era uma noite fria, e pouco iluminada pela luz da lua, que esta hora reinava sobre a Terra; seis pessoas estavam reunidas em um local que parecia estar abandonado. Trabalhos artesanais, jogados ao chão como se nada valessem; vitrais, que deveriam esbanjar cor e brilho, opacos e deteriorados; estátuas em estado avançado de corrosão, tornando impossível dizer a quem homenageavam.

Seis pessoas com trajes simples, equidistantes umas das outras e ao objeto que se localiza no centro, um altar, esculpido numa bela pedra. Em cima, um amontoado de panos, não qualquer, uma fina seda, usada somente pelas altas classes da sociedade. As pessoas sorriam e pareciam aguardar por algo, mas ao mesmo tempo em que demonstravam estar felizes e descontraídas, deixavam transparecer um semblante de quem se preocupa e tem medo. Mesmo sob a luz das tochas, que davam ao cenário um ar ainda mais sombrio, conseguiam transmitir paz umas às outras, sustentando um clima tranquilo e seguro.

O silêncio foi bruscamente interrompido pelo estrondo das portas sendo abertas como trovões. Apesar do barulho dos metais entrando em contato com o solo, com tremenda força, nenhuma reação foi vista dos seis primeiros que ali se encontravam, porém, o clima já não era mais o mesmo. “Revistem o altar”, gritou um dos que primeiro adentraram ao local.

Cada uma das cinco pessoas foi algemada por outras três, vestidas de nobres armaduras que reluziam em resposta à luz das tochas. A seda fora jogada ao chão e revelou-se como uma simples pilha de panos, ainda que valiosos. Era notável a cara de espanto, nada estava sob o pano. Logo o silêncio foi substituído por uma risada, vinda daquele que parecia comandar os soldados.

— Então é isso que têm a nos oferecer? Não vão nem ao menos reagir? —, reclamava o Capitão em tom de deboche mesclado com fúria. — Bom trabalho! —, disse olhando para o único, dentre as seis pessoas, que foi livrado das algemas.

_____________

Gostaria de ouvir a opinião de vocês, sobre o uso da linguagem, o tema, etc. Daqui um tempo postarei mais trechos, mas não será em ordem para não revelar muito sobre o enredo.

Matheus Carvalho

, , , , ,

5 Comentários

Moda 2010

Como disse  António Paulo Costa em uma reportagem sobre o universo da Moda:

Ter estilo é muito relativo. Alguém sabe realmente o que é ter estilo? Ou também anda enganado no meio de muitas definições de estilo?

1º – Estilo não tem uma definição mundial.

2º – Cada um cria o seu próprio estilo.

3º – Ainda existem muitos mitos a desfazer sobre o estilo.

4º – Como e quando é que nos sentimos identificados com algum estilo?

5º – O que são sub-estilos?

Então crie o seu estilo e não fique por fora.

Vamos lá:

Saiu em um site que, devido o resgate de algumas tendências da década de 80, o colorido vai se aliar ao brilho para tornar o vestuário moderno e ousado.

O clima tropical exerce influencia na moda, ou seja, os trajes se tornam mais leves e aconchegantes ao corpo. Para combinar com o calor, cores quentes como laranja e vermelho se impõem com toda força. Em 2010 os tons terrosos também estarão em alta (marrom e café), combinando com os diversos tipos de estampas geométricas ou florais.

Cores da moda 2010: um ano colorido e irreverente.

Cores vivas na Moda de 2010

As tendências da moda para este ano se revelam ousadas, mas é importante ter cuidado para não cometer exageros na hora de compor o figurino. Durante o inverno prefira o uso de cores escuras e no verão faça com que a alegria tropical esteja presente na sua forma de se vestir.
Fonte

Tendência na Moda de 2010

A verdade é que essa moda colorida demonstra que a galera quer mesmo é se divertir.

Influência da música na Moda

Música sempre foi uma das maiores influências da moda e dessa vez não parece ser diferente. O crédito da chegada desse estilo colorido vai para bandas atuais, como as internacionais Cobra Starship, All Time Low, Forever the sickest kids, MGMT, além da nacional Cine, grande responsável por tornar esse estilo mais conhecido no Brasil. E junto com a banda Cine, eis que surge a banda Restart, com seu estilo mais colorido ainda.

Diego Silveira, o vocalista da banda Cine deu uma entrevista para o site Vírgula e explicou sobre a moda colorida.

Virgula: O Cine é conhecido por ter sido a primeira banda a trazer o “colorido” para o rock nacional. De onde vem a inspiração pelas cores? Esse interesse sempre existiu no seu guarda-roupas ou surgiu com o “power pop dançante” da banda?
DH: A moda pegou aqui como pegou lá fora, que foi de onde tiramos a referência. Bandas como Cobra Starship, Forever The Sickest Kids e Metro Station aderiram esse visual inspirado nos anos 80/90.Acredito que outra parte da inspiração vem da minha infância. Desde pequeno eu já era fissurado por coisas muito coloridas. Me lembro que meus tênis eram sempre extravagantes e cheios de luzes, cores, enfeites. Hahaha! Uma criança surtada, com certeza.
Copiar um estilo é legal, mas a cópia só é válida quando é melhor que a original.

Não importa seu estilo, seja você mesmo.

Diga sim, então para seus desejos, suas atitudes, suas qualidades, enfim para o seu estilo de viver. Estilo é a crença, a música, o jeito de expressar, tá na cara, no corpo, diga sim para cada estilo que você encontra na rua e faça o teu estilo ser diferente das outras pessoas.

KeizyBar

, , , ,

10 Comentários

Eu te digo sobre agressão familiar.

Agressão-familiar

Esse é um assunto já bem antigo que vem sendo abordado em Malhação, onde o personagem Beto apanha do pai e por isso acaba se tornando uma pessoa violenta. Com certeza qualquer tipo de agressão, seja ela fisica ou psicológica, é algo bem ruim. Imagine então quando essa agresão parte dos próprios pais.

Os exemplos dados por nossos pais, provavelmente nos acompanharão por muito tempo, e se esse exemplo for algo ruim e perturbador, provavelmente gerará algum problema, como foi abordado Aqui. O caso do Beto em Malhação, não é algo muito distante da nossa realidade, essa coisa de que “é apanhando que se aprende” é algo que já deveria ter sido extinto da nossa cultura. Mesmo que algo pareça impossível de se resolver na conversa, agredir só piorará as coisas.

Uma característica comum entre os pais que agridem os filhos, é a argumentação: “o filho é meu, eu educo do jeito que eu achar melhor“. Sinceramente, só um pai da pior espécie pra preferir agredir o filho, ao invés de ter uma conversa saudável com ele. A criança/adolescente NÃO é um propriedade do pai que pode ser tratada como ele bem entender, deve haver respeito entre ambos.

Tenha em mente que agressão familiar não é algo normal, como alguns pensam, e muito menos algo ‘educativo’. É com respeito e amor ao próximo que poderemos um dia chegar à algum lugar, e não através da força bruta.
.
Por: Matheus Carvalho.

, , , ,

1 comentário

%d blogueiros gostam disto: