Posts Marcados Espaço Acadêmico

Qumran – O Livro de Gênesis

Bom galera, como havia dito, estou escrevendo um livro. Nunca escrevi um antes, e acaba se tornando um mistério para eu saber se está sendo bem escrito ou não. Opinião de amigos sempre tem um “quê” de puxa saquismo. Mas vocês, como bom leitores que são, adoram criticar, principalmente quando eu falo mal de religião, e eu gosto disso.

E adivinhem sobre o que o livro trata? Acertou quem disse Religião. Mas não pense que estou falando mal, muito menos bem, ou coisa do tipo. Pretendo “refazer a história” de um modo fantástico, envolvendo magia e características medievais, da época do surgimento do Protestantismo, época turbulenta na Europa. Mesmo que eu declare sempre que não gosto de religião, gosto do lado mítico dela. Sou fã de Mitologia Grega, da Nórdica, Egípcia e inclusive a Cristã.

Acabo atualizando pouco o blog por estar escrevendo esse livro, então pensei: “Por que não postar partes do livro no blog, sem revelar muito o enredo, e gerar posts com conteúdos ao tempo que faço uma propaganda do meu trabalho?”

Eis o resultado:

Era uma noite fria, e pouco iluminada pela luz da lua, que esta hora reinava sobre a Terra; seis pessoas estavam reunidas em um local que parecia estar abandonado. Trabalhos artesanais, jogados ao chão como se nada valessem; vitrais, que deveriam esbanjar cor e brilho, opacos e deteriorados; estátuas em estado avançado de corrosão, tornando impossível dizer a quem homenageavam.

Seis pessoas com trajes simples, equidistantes umas das outras e ao objeto que se localiza no centro, um altar, esculpido numa bela pedra. Em cima, um amontoado de panos, não qualquer, uma fina seda, usada somente pelas altas classes da sociedade. As pessoas sorriam e pareciam aguardar por algo, mas ao mesmo tempo em que demonstravam estar felizes e descontraídas, deixavam transparecer um semblante de quem se preocupa e tem medo. Mesmo sob a luz das tochas, que davam ao cenário um ar ainda mais sombrio, conseguiam transmitir paz umas às outras, sustentando um clima tranquilo e seguro.

O silêncio foi bruscamente interrompido pelo estrondo das portas sendo abertas como trovões. Apesar do barulho dos metais entrando em contato com o solo, com tremenda força, nenhuma reação foi vista dos seis primeiros que ali se encontravam, porém, o clima já não era mais o mesmo. “Revistem o altar”, gritou um dos que primeiro adentraram ao local.

Cada uma das cinco pessoas foi algemada por outras três, vestidas de nobres armaduras que reluziam em resposta à luz das tochas. A seda fora jogada ao chão e revelou-se como uma simples pilha de panos, ainda que valiosos. Era notável a cara de espanto, nada estava sob o pano. Logo o silêncio foi substituído por uma risada, vinda daquele que parecia comandar os soldados.

— Então é isso que têm a nos oferecer? Não vão nem ao menos reagir? —, reclamava o Capitão em tom de deboche mesclado com fúria. — Bom trabalho! —, disse olhando para o único, dentre as seis pessoas, que foi livrado das algemas.

_____________

Gostaria de ouvir a opinião de vocês, sobre o uso da linguagem, o tema, etc. Daqui um tempo postarei mais trechos, mas não será em ordem para não revelar muito sobre o enredo.

Matheus Carvalho

, , , , ,

5 Comentários

Pré-Determinismo, destino e outras coisas mais.

Você ja deve ter se perguntado, em algum momento, o por que de certas coisas darem errado, não importando o que você faça, e outras funcionando sem o mínimo esforço da sua parte. Já deve ter percebido também que alguma ação, lá no passado, teve alguma reação no presente que te fez lembrar imediatamente dela. Se não lembra, que tal se perguntar: “E se minha família tivesse me matriculado em outra escola?”, consegue imaginar? Simplesmente toda sua vida seria diferente. Outros amigos, outras festas, outros problemas, outros romances. O Pré-Determinismo assume que há um “destino” que já foi definido pela causa primeira, e que essa causa gerou uma reação em cadeia, até os dias de hoje, de Causa -> Consequências, consequências que seriam causas das novas consequências, e assim por diante. Mas diferente da visão comum, e religiosa, que temos sobre o destino, em que toda Causa tem sua Finalidade, também conhecido como Pós-Determinismo, o Pré-Determinismo simplesmente diz ter um caminho ‘já traçado’, mas ninguém o escreveu e ele não está ai para finalidade alguma, simplesmente aconteceu. O problema que muitas pessoas encaram para aceitar esta filosofia está na seguinte silogia:

Tudo possui uma causa. Duas causas iguais, e em situações iguais, não podem gerar consequências diferentes. Logo, estamos presos a uma cadeia de causas-> consequências já pré-determinadas.

Perceberam o problema? Esta lógica ataca diretamente o livre arbítrio, que é defendido não só por religiosos, mas pela maioria do seres humanos. Ouvir alguém falar que você não tem direito algum de escolha, é no mínimo pertubador. Pense bem, o que determina suas escolhas? Inluência dos amigos, sua personalidade, sua família, sua visão de ética, as oportunidades, tudo isso te influência de alguma maneira e cada um desses fatores possui suas próprias causas que levaram ao seu encontro.

“Mas, eu posso agir de forma totalmente contrária à minha personalidade pra mudar esse tal destino” ou “Se tudo já está definido, então posso fazer o que quiser e não podem me culpar por isso”

É a argumentação que algumas pessoas utilizam, mas você não sabe qual é esse ‘futuro pré-determinado’, então como vai afirmar que está mudando ele? E caso você aja de tal maneira, você provavelmente tem algo que te fez agir assim, seja uma característica desafiadora, ou uma posição mais revoltada. Ninguém vai sair por ai cometendo crimes pelo simples fato de ter conhecido uma nova filosofia, só vai acontecer se a pessoa estiver pré-disposta a isso.

“Mas se não podemos prever esse futuro, qual seria a utilidade de saber que ele já está definido?”

Aparentemente nenhuma. Algumas pessoas entram em depressão profunda ao saber disso por considerarem ter perdido o ‘sentido da vida’. Eu prefiro pensar que isso ajuda a parar de me preocupar com o passado, com coisas que deixei de fazer, ou fiz. Mas também nunca deixar de fazer sempre o seu melhor e buscar ao máximo atingir suas metas, sem prejudicar àqueles a sua volta.

“Nós podemos tomar o estado presente do universo como o efeito do seu passado e a causa do seu futuro. Um intelecto que, em dado momento, conhecesse todas as forças que dirigem a natureza e todas as posições de todos os itens dos quais a natureza é composta, se este intelecto também fosse vasto o suficiente para analisar essas informações, compreenderia numa única fórmula os movimentos dos maiores corpos do universo e os do menor átomo; para tal intelecto nada seria incerto e o futuro, assim como o passado, seria presente perante seus olhos”  -Pierre Simon Laplace

Matheus Carvalho

, , ,

16 Comentários

Criado o primeiro organismo Sintético.

Parece que estamos entrando numa era que poderemos decidir sobre as características e o futuro dos nosso filhos antes mesmo de nascerem. Foi criado o primeiro organismo com Genoma sintético, ou seja, criado em laboratório.

“A descoberta de Venter parece estinguir o argumento de que a vida requer uma força ou poder especial para existir. Na minha visão, isso faz do experimento uma das mais importantes conquistas da ciência da história da humanidade”, disse o especialista em bioética Arthur Caplan, da Universidade da Pensilvânia, em um comentário publicado na revista ‘Nature‘.

Fonte

De acordo com os pesquisadores, esse avanço ajudará na criação de organismos capazes de “sugar” o Dióxido de Carbono, um dos agentes causadores do Efeito Estufa, presente na atmosfera. Poderá também auxiliar na produção de combustíveis e na criação de vacinas mais eficientes. Porém, infelizmente, se usada de maneira errada, poderá ser usado para criação de Bombas Biológicas, o que não seria nada legal.

Vamos torcer para que essas novas tecnologias sejam usadas de maneira a ajudar no bem estar humano, e não para sua total destruição. Temos ‘sorte’ de viver numa época em que Mini Big Bangs podem ser recriados através do LHC – Colisor de Hádrons e que a Vida Artificial, criada em laboratório, está muito próxima de se tornar realidade.

Matheus Carvalho

, , , ,

1 comentário

%d blogueiros gostam disto: